HISTÓRIA

Situada no Porto, a AAJUDE (Associação de Apoio à Juventude Deficiente) foi fundada em 1982, com o esforço de um grupo de Pais, que precisavam de uma Escola que acolhesse os seus filhos. Foram, por isso, seus fundadores:  

Horácio Nunes de Almeida e Maria Beatriz Nunes d’ Almeida

Maria Manuela Milheiro Fernandes e José Alberto Milheiro da Costa

Orlando da Costa Ferreira

Francisco Manuel Rocha Ferreira e Maria Manuela Rocha Ferreira

Carlos Evaristo Sousa Batista e Maria Clara Sousa Batista

Deolinda do Rosário Coelho Martins

Raul Afonso de Barros e Maria José Afonso de Barros

Francisco da Ascensão Gomes Mourão e Maria Vitória Magalhães Mourão

João Carlos Pinto de Freitas

Áurea Celeste Correia dos Santos

Depois foi crescendo em tamanho físico, em número de utentes e em toda a sua dinâmica.

Foi aumentando o número de actividades nas áreas sócio culturais, desportivas e recreativas e, com o tempo, atingiu uma certa projeção local.

Face ao reduzido número de respostas ao nível da deficiência, em CAO e Lar Residencial, a AAJUDE tem tentado, ao longo dos anos, corporizar as suas principais aspirações:

 

  • Acolher jovens deficientes mentais ligeiros e moderados, proporcionando-lhes, além de um ambiente familiar, todos os meios que lhes possibilitem desenvolver as suas capacidades e, acima de tudo, terem a felicidade a que, como todos, inegavelmente têm direito.
  • Colmatar, embora em dimensão reduzida, dada a sua exiguidade de espaço, uma lacuna muito grave que se tem vivido no que respeita ao apoio a esses mesmos jovens.

 

Através de donativos, de apoio de diversas entidades públicas e privadas e de trabalho voluntário, juntamente com todo o empenho e dedicação de todos os que trabalham na AAJUDE, conseguiu-se fazê-la crescer.

À medida que aumentava o número de utentes na Instituição, aumentava também a oferta das actividades que lhes eram colocadas à disposição. Se, inicialmente, trabalhavam as suas competências e criatividade na Pintura, no Barro, na Tecelagem, na Música, posteriormente, começaram a desenvolver competências físicas na Educação Física, Natação e no Ténis Adaptado, aguçaram o engenho a plantar e a cultivar legumes e frutas na Horta Pedagógica, aprenderam a andar a trote e a galope com a Hipoterapia, abraçaram as novas tecnologias com as aulas de Informática.

Todas as actividades que, ao longo do tempo, se foram iniciando e todas aquelas que, de futuro, se espera iniciar têm sempre como objectivo potencializar o desenvolvimento de todas as competências dos nossos jovens, tentando maximizar e fortalecer as áreas que dominam e apresentar-lhes novos desafios em áreas que desconhecem. Foi assim que, com uma candidatura ao BPI Capacitar, mais recentemente, apanhámos a onda do Surf, como actividade inovadora, de reconhecidos benefícios a nível físico e psicológico, e iniciámos aulas de golfe.

O tempo passou inexoravelmente depressa e as nossas instalações tornaram-se exíguas para a evolução que foi havendo. Assim, surgiu a necessidade premente de umas novas instalações, tarefa árdua a que nos dedicámos durante mais de quatro anos.

E cumprimos o que tínhamos idealizado.

Assim chegamos a Setembro de 2013 e aqui estamos já em Santa Cruz do Bispo – Matosinhos, numas instalações simples, funcionais, acolhedoras, inseridas numa paisagem rústica e muito singular.

Elas vão-nos permitir alargar o âmbito de apoio da AAJUDE, acolhendo mais deficientes.

Vamos também iniciar o nosso Serviço de Apoio Domiciliário (SAD).